Show simple item record

dc.contributor.author Witt, Julia Rovena
dc.contributor.author Loureiro, Carlos Frederico Bernardo
dc.contributor.author Anello, Lucia de Fátima Socoowski de
dc.date.accessioned 2013-08-22T17:54:09Z
dc.date.available 2013-08-22T17:54:09Z
dc.date.issued 2013
dc.identifier.citation WITT, Julia Rovena; LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; ANELLO, Lucia de Fátima Socoowski de. Vivências em educação ambiental em unidades de conservação: Caminhantes na trilha da mudança. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. ISSN 1517-1256, V. 30, n. 1, p. 83 – 101, jan./ jun. 2013. Disponível em: <http://www.seer.furg.br/remea/article/view/3291/2221>. Acesso em: Ago 2013. pt_BR
dc.identifier.issn 15171256
dc.identifier.uri http://repositorio.furg.br/handle/1/3719
dc.description.abstract Na sociedade moderna capitalista, o paradigma de separação entre ser humano e natureza legitimou relações de dominação e exploração dos bens naturais e também dos seres humanos. Tendo em vista esse contexto e o modo como a gestão de espaços naturais historicamente se estabeleceu no âmbito da conservação da biodiversidade, este artigo discute as vivências de educação ambiental junto ao “ambiente natural”. Numa interlocução com a teoria crítica, traz-se para reflexão o modelo de criação de unidades de conservação (UCs), em um contexto de injustiça ambiental e social, traçando-se um paralelo com a questão da conscientização ambiental, em termos freireanos. A partir disso, discute-se premissas teóricas que contribuem para a atuação educativa em UCs, a partir de seus caminhantes e em diálogo com a gestão ambiental desses espaços públicos instituídos. pt_BR
dc.description.abstract In modern capitalist society, the paradigm of separation between humans and nature has legitimated relations of domination and exploitation of natural resources and also human beings. Regarding this context and how the management of natural areas has been settled historically in the conservation of biodiversity, this paper discusses experiences of environmental education developed within the “natural environment”. Towards a dialogue with the critical theory, the model for the creation of protected areas (PAs) is brought up for discussion, based on a context of social and environmental injustice, drawing a parallel with the issue of environmental awareness in Freirean terms. Thus, theoretical premises that contribute to the educational activities in PAs from their “walkers” and in dialogue with the environmental management of such instituted public spaces. pt_BR
dc.language.iso por pt_BR
dc.rights open access pt_BR
dc.subject Unidades de conservação pt_BR
dc.subject Educação ambiental pt_BR
dc.subject Conscientização pt_BR
dc.subject Protected area pt_BR
dc.subject Environmental education pt_BR
dc.subject Awareness pt_BR
dc.title Vivências em educação ambiental em unidades de conservação: caminhantes na trilha da mudança. pt_BR
dc.type article pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics