Show simple item record

dc.contributor.author Matta, Caroline Rodrigues da
dc.contributor.author Schmidt, Elisabeth Brandão
dc.date.accessioned 2015-05-29T00:42:21Z
dc.date.available 2015-05-29T00:42:21Z
dc.date.issued 2014
dc.identifier.citation SCHMIDT, Elisabeth Brandão; MATTA, Caroline Rodrigues da. O paradigma da sustentabilidade: o que pensam pesquisadores em Educação Ambiental sobre as sociedades sustentáveis?. Conjectura: Filosofia e Educação, v. 19, n. 2, p. 108-119, 2014. Disponível em: <http://ucs.br/etc/revistas/index.php/conjectura/article/viewArticle/1889>. Acesso em: 25 maio 2015. pt_BR
dc.identifier.issn 2178-4612
dc.identifier.uri http://repositorio.furg.br/handle/1/4934
dc.description.abstract Este texto originou-se de uma dissertação de mestrado em Educação Ambiental, cujo objetivo é compreender como reconhecidos educadores ambientais, que atuam em Programas de Pós-graduação em Educação, no Brasil, conceituam sustentabilidade. Foram feitas entrevistas semiestruturadas com estudiosos participantes do Grupo de Trabalho em Educação Ambiental (GT22) da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (Anped). A escolha dos colaboradores da pesquisa recaiu sobre tais atores por estes estarem vinculados a Programas de Pós- Graduação em Educação e desenvolverem pesquisas na área da Educação Ambiental. Para o exame dos dados, foi utilizada a Análise Textual Discursiva (ATD) desenvolvida por Moraes e Galiazzi. Para estabelecer o diálogo com os dados empíricos, autores como Loureiro, Leff, Tristão e Carvalho foram consultados e referenciados. A análise dos dados obtidos por meio das entrevistas evidencia que os pesquisadores abordam sustentabilidade como um tema transversal e polissêmico. Discute-se também a construção de sociedades sustentáveis baseadas em relações socioeconômicas, que não sejam embasadas no capitalismo. As transformações não devem partir de um desenvolvimento arbitrário, mas a partir de inovações alusivas às questões socioambientais, com vistas a sociedades verdadeiramente sustentáveis. pt_BR
dc.description.abstract This text was based on a Master’s thesis in Environmental Education whose objective is to understand how well-known environmental educators who work in post-graduate programs in education, in Brazil, conceptualize sustainability. Semi-structured interviews were carried out with researchers that take part in the Grupo de Trabalho em Educação Ambiental (GT22) at theAssociação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). They were chosen because they are connected to post-graduate programs in Education and develop research in Environmental Education. Textual Discourse Analysis (TDA) by Moraes and Galiazzi was applied to the data. Authors such as Loureiro, Leff, Tristão and Carvalho were used and referenced to establish a dialogue with the empirical data. The data analysis provided evidence regarding the way the researchers understand sustainability as a transversal theme with many meanings. The construction of sustainable societies based on non-capitalist socioeconomic relations was also discussed. Changes should be triggered by innovation related to socioenvironmental issues towards truly sustainable societies, rather than by arbitrary development. pt_BR
dc.language.iso por pt_BR
dc.rights open access pt_BR
dc.subject Sustentabilidade pt_BR
dc.subject Educação ambiental pt_BR
dc.subject Sociedades sustentáveis pt_BR
dc.subject Metodologia de pesquisa em educação pt_BR
dc.subject Sustainability pt_BR
dc.subject Environmental education pt_BR
dc.subject Sustainable societies pt_BR
dc.subject Research methodology in education pt_BR
dc.title O paradigma da sustentabilidade: o que pensam pesquisadores em educação ambiental sobre as sociedades sustentáveis? pt_BR
dc.title.alternative The sustainability paradigm: what do researchers in environmental education think about sustainable societies? pt_BR
dc.type article pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics