Mostrar registro simples

dc.contributor.author Faria, Fernando Azevedo
dc.date.accessioned 2018-01-12T19:28:52Z
dc.date.available 2018-01-12T19:28:52Z
dc.date.issued 2016
dc.identifier.citation FARIA, Fernando Azevedo. Nicho trófico e recursos alimentares explorados por Charadriiformes migratórios e residentes em uma área de campo úmido da planície costeira no Sul do Brasil. 2016. 71 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Biologia de Ambientes Aquáticos Continentais) – Universidade Federal do Rio Grande, Rio Grande, 2016. pt_BR
dc.identifier.uri http://repositorio.furg.br/handle/1/7623
dc.description.abstract Os campos úmidos da planície costeira do Rio Grande do Sul abrigam diversas aves Charadriiformes, conhecidas como maçaricos e batuíras. Os invertebrados são os principais itens da dieta dessas aves, portanto fundamentais na estruturação e na dinâmica desses ecossistemas. A maioria das espécies de maçaricos e batuíras é migratória e, portanto, ocupa esses ambientes apenas durante parte do ano. Uma vez que essas espécies possuem métodos de forrageio e dieta similares, ao alimentarem-se no mesmo ambiente é esperado certo grau de sobreposição de nicho trófico entre elas. Essa dissertação tem como objetivo descrever e comparar o nicho trófico e a dieta de Charadriiformes migratórios e residentes na ilha da Torotama, estuário da Lagoa dos Patos, sul do Brasil, entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2015. Para determinar a ecologia trófica de nove espécies foram utilizadas metodologias complementares: coleta de fezes de seis espécies de aves e coleta de sangue de seis espécies para análise de isótopos estáveis de carbono e nitrogênio. Três espécies estudadas tiveram amostras analisadas para ambos os métodos. Coleta de invertebrados foi realizada para determinar a comunidade de potenciais presas dessas aves. Coleoptera foi o táxon mais abundante nas fezes de todas as espécies de aves. A espécie que apresentou maior amplitude de nicho trófico foi Calidris subruficollis e a menor foi Charadrius semipalmatus. Foi observada alta sobreposição de nicho trófico na dieta das espécies. Modelos de mistura isotópicos indicaram Mollusca e Coleoptera como principal fonte alimentar das espécies. A espécie que apresentou maior amplitude de nicho isotópico foi Pluvialis dominica e a espécie que apresentou menor amplitude foi Nycticryphes semicollaris. Todas as aves apresentaram preferência por alguma presa em detrimento de outras, e a maioria apresentou hábito alimentar generalista. Este hábito generalista é vantajoso para espécies migratórias e que ocorrem em diferentes ambientes, como campos inundáveis, importantes áreas de alimentação das espécies durante o período não-reprodutivo. pt_BR
dc.description.abstract Wetlands of Rio Grande do Sul coastal plain are important for several shorebirds, such as plovers and sandpipers. Invertebrates are the major food items of shorebirds, important for the structure and dynamics of wetlands. Most shorebirds are migratory and therefore use these environments only during non-breeding season. Because shorebirds have similar morphology, diet and foraging methods, by sharing foraging areas, we expected some trophic niche overlap between them. This study aimed to describe and compare diets and trophic niches of migratory and resident Charadriiformes on Torotama Island, Lagoa dos Patos Estuary, in southern Brazil, between December 2014 and February 2015. In order to determine trophic ecology from nine shorebird species, we used complementary methodologies: diet of six species determined through analysis of feces, and stable isotopes of carbon and nitrogen from whole blood in six bird species. Three species had faecal and isotopic samples analyzed. We also sampled the invertebrate community in the area to determine their potential prey. Coleoptera was the most abundant group in feces of all shorebird species. We observed high trophic niche overlap in diet of shorebirds. The highest niche breadth was observed for Calidris subruficollis and the lowest was observed for Charadrius semipalmatus. We observed high trophic niche overlap between species. Stable isotope mixing models indicated Mollusca and Coleoptera as the main food sources for shorebirds. The highest isotopic niche breadth was observed for Pluvialis dominica and the lowest for Nycticryphes semicollaris. Most shorebird species prefer some prey over others, although they have generalist diets. Generalist foraging habit is advantageous for migratory species that occur in distinct and heterogeneous environments such as floodplains, important feeding areas for shorebirds species during the non-breeding season. pt_BR
dc.language.iso por pt_BR
dc.rights open access pt_BR
dc.subject Batuíras pt_BR
dc.subject Ecologia alimentar pt_BR
dc.subject Dieta pt_BR
dc.subject Isótopos estáveis pt_BR
dc.subject Maçaricos pt_BR
dc.subject Macroinvertebrados pt_BR
dc.subject Diet pt_BR
dc.subject Feeding ecology pt_BR
dc.subject Macroinvertebrates pt_BR
dc.subject Plover pt_BR
dc.subject Sandpipers pt_BR
dc.subject Stable isotopes pt_BR
dc.title Nicho trófico e recursos alimentares explorados por Charadriiformes migratórios e residentes em uma área de campo úmido da planície costeira no Sul do Brasil pt_BR
dc.type masterThesis pt_BR


Arquivos deste item

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística